Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha Bela Adormecida

A minha Bela Adormecida

Sorrir

Dizem-me que é mais ou menos isto:

Mesmo que te apeteça chorar, sorri. Mostra o teu melhor sorriso, faz tudo o que for preciso... mas não te deixes cair. Ergue-te e olha-te ao espelho. Vê o que tens. Vê quem te ama. Depois cai na cama, limpa as lágrimas... porque amanhã será sempre um novo dia.

in "O homem que me fizeste ser"

 

Destino e Lições na Vida

Not everyone is meant to be in your future. Some people are just passing through to teach you lessons in life.

Frase que me apareceu nos feeds do Facebook - sun-gazing.com

 

Um dia talvez compreenda a lição que a Sofia me quis transmitir... talvez noutro plano ou dimensão...

 

Caixa de Memórias

Na Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (UCIN) do Hospital São Francisco Xavier, CH Lisboa Ocidental, existe desde 2007 um grupo de dinamização para os cuidados paliativos neonatais (criado por enfermeiros e contando com um médico desde 2012). Inicialmente o grupo focou-se na promoção de espaços de sensibilização, reflexão e formação da equipa de saúde no Departamento Materno-Infantil. Atividades que têm vindo a ser dinamizadas:

a) requalificação de uma sala para humanização dos cuidados e despedida do recém nascido,

b) construção de memórias (fotografias, pegadas, mecha de cabelo, diário do recém nascido, facilitação de rituais culturais ou religiosos significativos),

c) apoio no luto (envio de email, telefonema aos pais, envio de cartão de condolências e no aniversário do recém nascido, livro do luto, cerimónia de homenagem ao recém nascido/família).

(...).

in Relatório do Grupo de Trabalho do Gabinete do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde (despachos 8286-A/2014 e 8956/2014) dezembro 2014

Apesar de não ter sido nesta UCIN, também tenho uma caixa de memórias...

 

Culpa

No outro dia vi a seguinte frase na internet:

Nunca, em hipótese alguma, se culpe por aquilo que não dependia só de você

(Assinado: Fabíola Simões)

Confesso que é difícil no meu caso... encarei que a Sofia ficou doente apenas porque o meu útero rompeu... ela não teve culpa alguma... já o meu corpo... por este motivo pedi-lhe muitas, muitas, muitas desculpas... mas efetivamente e racionalmente observando o acontecimento, também eu não tive culpa... apenas aconteceu, tal como um acidente de automóvel ou outro acaso... ninguém tem culpa!

Estrelinha

Quando olhares o céu de noite, eu estarei a habitar uma delas, e de lá estarei a sorrir; então será, para ti, como se todas as estrelas sorrissem! Desta forma, tu, e somente tu, terás estrelas que sabem sorrir!

 

O Principezinho, Saint-Exupéry

Ajudar o João

Decorrente da reportagem do João, publico aqui mais informação:

https://www.facebook.com/O-Jo%C3%A3o-precisa-de-ajuda-704949399529504/?fref=ts

 

O NIB da Célia Grazina é o 003521790001400503008 (Caixa Geral de Depósitos)

 

Espero que esta minha publicação possa dar a conhecer o João a mais pessoas e traga a Ajuda necessária. 

 

João, desejo-te uma vida feliz nesse teu mundo... e muita força e coragem para a Mãe e família!!! 

 

A Sofia e o João

Ontem a fazer um zapping na televisão deparei-me com uma reportagem a uma Mãe de um filho dependente - o João.

 

Esta reportagem, advêm da anterior:

O João sofre de paralisia cerebral, epilepsia e atraso global no desenvolvimento psicomotor, o que implica uma dependência total e permanente da mãe.Como é viver como cuidadora de um filho que não vê, não fala, não anda e é alimentado por sonda? É o que estamos a saber com a mãe Célia.

http://sic.sapo.pt/Programas/queridasmanhas/queridasmanhas_videos/2016-01-07-Queridas-Manhas---Programa-7-de-Janeiro#2016-01-07-Ser-mae-de-um-filho-dependente

 

Nada na vida é por acaso e o facto de num segundo de passagem do clique do comando de televisão ter passado neste programa, fazendo-me parar...

 

Apesar da natureza do "acidente" ter sido diferente e de não ter tido qualquer sensação de falha nas equipas médicas, revejo-me na história: um bébé saudável que adoeceu no parto, com o diagnóstico de paralesia cerebral do tipo V e um quadro clínico de muitas convulsões.

 

A Sofia poderia ter sido o João... 

Tão difícil de aceitar mas tão certo...

Na Índia, são ensinadas “quatro leis da espiritualidade”:

A primeira diz: "A pessoa que vem é a pessoa certa". Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo connosco, têm algo para nos fazer aprender e evoluir em cada situação.

A segunda lei diz: "Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido". Nada, nada absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum "se eu tivesse feito tal coisa..." Ou "aconteceu que um outro ...". Não. O que aconteceu foi tudo o que deveria ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem nas nossas vidas são perfeitas.

A terceira diz: "Toda vez que iniciares algo é o momento certo". Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo nas nossas vidas, é que as coisas acontecem.

E a quarta e última afirma: "Quando algo termina, termina". Simplesmente assim. Se algo acabou nas nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e enriquecer-se com a experiência.

 

Retirado do blog - http://maetonino.blogspot.pt/2013/09/em-aprendizagem.html



Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D