Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A minha Bela Adormecida

A minha Bela Adormecida

O Arco e as Setas

E uma mulher

que trazia um menino ao colo

disse:

- Fala-nos das Crianças.

 

E ele respondeu:

- Os vossos filhos

não são vossos filhos:

são filhos e filhas

do chamamento da própria Vida.

 

Vêm por vosso meio

mas não de vós;

e apesar de estarem convosco,

não vos pertencem.

 

Podeis dar-lhes o vosso amor;

mas não os vossos pensamentos:

porque eles têm pensamentos próprios.

 

Podeis acolher os seus corpos;

mas não as suas almas:

porque as suas almas habitam a casa de amanhã

que não podeis visitar 

nem sequer em sonhos.

 

Podeis esforçar-vos por ser como eles;

mas não tenteis fazê-los como vós.

Porque a vida não vai para trás,

nem se detém com o ontem.

 

Sois os arcos, e os vossos filhos

as setas vivas projectadas.

 

O Arqueiro vê o alvo no caminho do infinito,

e retesa-vos com o seu poder

para que as setas

possam voar depressa para longe.

 

Que a vossa tensão na mão do Arqueiro

seja de alegria.

 

Porque assim como Ele gosta

da seta que voa, 

também gosta do arco que fica.

 

Citação de O Profeta, do poeta e pintor Khalil Gibran

 

Ao lêr o blog "Cócó na Fralda" deparei-me com este poema... e é tão verdade!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D