Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha Bela Adormecida

A minha Bela Adormecida

A perfeição

A Sofia foi a filha perfeita... nunca fez birras, nunca teve más maneiras perante os outros, nunca mentiu, nunca me disse "Não gosto de ti!"... nunca vou ter lembranças de me chatear com ela para a educar perante estas situações... por isso irei eternamente lembrar-me da minha Bela Adormecida como a "Filha Perfeita"... mas na verdade, quem quer a Perfeição?

 

Apenas queria uma miúda igual a tantas outras... mas não, tive o privilégio de ter uma das imensas "filhas perfeitas" que existiram e existirão nesta vida!

Resiliência

006c7665e7412a7bd9fbb9a119d0b46b.jpg

 

Até àquele dia de Natal, todos os marcos da minha vida tinham sido construídos com as minhas opções e decisões (escola, casamento, amigos, etc.)... nunca foi uma vida maravilhosa, cheia de glamour ou muito animada, como os meios de comunicação nos querem vender de como é a vida deve ser perfeita... não... mas foi aquela que optei e todos os dias agradecia por ela, literalmente no meu momento diário que reservo para uma conversa com Deus... neste período conturbado, confesso que houveram dias em que em consciência não agradeci, não conseguia enxergar o que tinha de agradecer... mas agora sei que não temos efetivamente controlo em certos acontecimentos da Vida, não é por fazermos tudo certinho, por nos esforçarmos muito, por cumprirmos as regras, que conseguimos o que queremos... não... ajuda, claro, na maioria das situações, mas depois vem aquela "sacudidela" da Vida e mostra-nos outro tabuleiro do jogo, exatamente para nos questionar se agora também somos capazes de ir avançando como no jogo de tabuleiro anterior... é a designada Resiliência...  

 

 

 

As outras

Ficar sem um bébé, para além do impacto físico e emocial que provoca, traz consigo uma certa "inveja"...

 

Senti logo isso na maternidade, quando as outras mães andavam com os seus berços pelos corredores e refeitório, felizes e exaustas a falaram sobre os seus "problemas" e eu sem ninguém...

 

Quando ela nos deixou, também vieram esses sentimentos... lembro-me de um anúncio da Mimosa em que mostrava duas irmãs mais ou menos com a mesma diferença de idades da Maria e da Sofia, em que anteriormente sempre que víamos na TV ficávamos derretidos por irmos ter a mesma imagem de felicidade aqui em casa, e depois da Vida nos ter arrancado essa possibilidade, era devastador ver essa imagem... também logo na semana em que ela nos deixou era a "Semana do Bébé" em vários supermercados, o que me provocava uma tristeza imensa ter de passar naqueles corredores cheios de produtos e publicidades de famílias e bébés felizes... ainda hoje, quando vejo carrinhos de bébés a passear tento pensar como estaria hoje a Sofia com 3 mesinhos, numa situação saudável...

 

Quando me anunciam novas gravidezes ou nascimentos de bébés, fico mesmo feliz por elas mas ao mesmo tempo, ainda fico muito nostálgica com a minha situação... alguns bébés que estavam previstos para a altura da Sofia já nasceram e vai ser nesses que eu vou vendo o crescimento imaginário da Sofia...    

 

Nem imagino, as situações das mulheres que querem ter filhos e não podem ter nem um...

Em modo Repeat

Este dia de Natal de 2016 ficará para sempre na minha memória... pelos bons e maus momentos que ele implica... o mais curioso nesta situação é que nunca me vou conseguir "descuidar" em esquecer o que vivenciei neste dia... não é um dia qualquer do ano... irei ao longo da minha vida fazer os mesmos rituais que fiz naquele dia, tal e qual tantas famílias neste mundo fazem, e certamente esses rituais irão reavivar emoções... é claro que é possível fazê-lo noutros cenários, mas no fundo, é o dia de Natal! 

 

É também por este motivo que pretendo transformar toda a dor em amor... porque ela o merece!

 

tumblr_maq24iNKyh1rfoj30o1_500.jpg

 

Medo

No que me toca ao tema da Maternidade, tenho medo do que o futuro me reservará... tenho medo se disserem que não posso ter mais filhos... tenho medo se disserem que posso ter mais filhos...

Retornar

Estou a dias de retornar ao trabalho... quando penso nisso, sei que tenho de arranjar forças para o reencontro... todos foram muito amáveis nesta altura da vida... mtos sms de conforto... correntes de oração... muita energia positiva... e tenho de agradecer agora pessoalmente!

 

Lembro-me do último dia antes de ir para casa... fui feliz despedir-me das pessoas e desejar "Bom Natal, Bom Carnaval e Boa Páscoa!", só voltaria após 5 meses... lembro-me de comentar com alguns, que desta vez não ia ansiosa como na altura da Maria, em que tudo podia correr mal se ela não resistisse à operação... não... desta vez ia correr tudo bem, tinha a certeza que a Vida não me iria fazer nenhuma partida desta vez... 

 

Mas a Vida tem voltas e voltas e derrepente tudo muda...

Torneira

É incontrolável... por mais forças que tenhamos de ir buscar ao fundo do nosso Ser para continuar, por vezes a "torneira" abre-se... cada vez menos é certo, mas com a mesma intensidade interior de sempre...

Eu e Tu é para Sempre

(...) Para sempre no meu coração

Nada vai levar você de mim

Vou com você até longe daqui

 

Para sempre no meu coração

Eu só quero ver você sorrir

Até ao dia em que eu sumir

 

Eu e tu é para sempre

 

Dengaz ft. Seu Jorge – Para Sempre

 

 

 

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D